O que são Fundos Multimercado (Escolha os Melhores Fundos de Investimento)…

A gente sabe que existem vários tipos de fundos de investimento Mas você sabia que existem fundos que combinam investimentos em ações, câmbio e renda fixa? Esses são os Fundos Multimercados e é deles que eu vou falar agora no Curinga Econômico

Os fundos multimercados são fundos onde o gestor, que é o especialista que toma conta do dinheiro, tem mais flexibilidade na hora da decisão Por isso, nesse tipo de fundo podem existir vários fatores de risco, mas como existem vários tipos de fundos multimercados o risco de cada um depende, exatamente, das regras específicas daquele fundo Então, basicamente, o que você precisa saber antes de escolher um fundo multimercado é quem é o gestor, qual o histórico de rentabilidade desse gestor e, exatamente, o que o fundo está se propondo a fazer com seu dinheiro Não que o histórico de rentabilidade diga muita coisa, afinal, rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura, mas com o histórico de rentabilidade a gente já consegue ter uma boa idéia do desempenho dos especialistas responsáveis pelo nosso dinheiro Sabendo tudo isso, existe mais uma coisa que você precisa prestar atenção, que é a questão da alavancagem

Para quem ainda não sabe, alavancagem é quando o fundo é permitido operar com mais dinheiro do que seu patrimônio total E em última instância, isso quer dizer que podem ocorrer perdas maiores do que o patrimônio total do fundo, mesmo que esse risco seja pequeno Então, existe a chance de você ter que aplicar mais dinheiro no fundo porque seu patrimônio está negativo Agora, apesar de essa alavancagem parecer um grande fator de risco, existem algumas características nos fundos multimercados que tornam esse investimento muito vantajoso Por exemplo, esses fundos investem em vários mercados com inúmeras estratégias, então, quando a Bolsa e os juros estão caindo esse tipo de fundo pode estar ganhando

Além disso, os gestores desse tipo de fundo, normalmente, são muito experientes e capacitados, e nada melhor do que alguém que entenda muito do assunto para cuidar do nosso dinheiro E ainda tem a questão da taxa de performance Praticamente, todos os fundos multimercados têm essa taxa, que é uma espécie de bônus para o gestor quando ele consegue uma boa rentabilidade, e isso acaba sendo um incentivo para que ele busque as melhores oportunidades para você Mas aí você deve estar se perguntando: Tá, mas quais são os principais tipos de fundos multimercados? Olha, existem vários tipos, então o ideal é analisar a estratégia de cada fundo antes de investir Mas existem alguns exemplos que é legal a gente conhecer

Primeiro, os Fundos chamados Multiestratégias que são aqueles onde os gestores podem escolher mais de uma estratégia para conseguir as melhores rentabilidades, e nesse tipo de fundo é admitido a alavancagem Também existem os Fundos Balanceados, onde o gestor vai balancear os investimentos em inúmeros mercados como câmbio, renda fixa, ações, dependendo das perspectivas de cada mercado Neles, não é permitida a alavancagem Outro multimercado interessante é o chamado Multigestor, onde seu fundo vai investir em outros fundos e o seu gestor precisará avaliar as melhores oportunidades e melhores produtos do mercado para conseguir uma boa rentabilidade, e nesses fundos é permitido a tal alavancagem E, ainda, os fundos “Capital Protegido” que se tornaram bem populares no Brasil

Nesse caso, o gestor vai utilizar estratégias de “hedge” para conseguir proteger o dinheiro investido e ainda conseguir rentabilidades melhores que a do mercado Além disso, existem os multimercados “Juros e Moedas”, “Long Short”, “Macro”, enfim, várias alternativas para você escolher o melhor investimento Mas como em toda aplicação, existem custos, que são a taxa de administração, a taxa de performance, que eu já comentei, e o imposto de renda, quando houver ganhos Esses impostos são cobrados através do sistema de “come-cotas”, que é aquele sistema onde é feita a tributação automática nos seus fundos de investimento Se você quiser saber mais sobre como funciona a tributação nos fundos de investimento, a gente fez um vídeo especial sobre esse tema

Mas só para vocês terem uma ideia, essa tributação vai variar entre 22,5 e 15% e ainda existe o IOF para aplicações que durem menos que trinta dias E um detalhe importante: os fundos multimercados são divididos em curto prazo e longo prazo Os fundos “curto prazo” são aqueles que têm em seu nome a sigla “CP”, de curto prazo, e o vencimento médio da carteira ou dos títulos desses fundos é menor do que um ano Já os fundos “longo prazo” são aqueles em que o vencimento médio da carteira ou dos títulos é superior a um ano, e a grande diferença entre os dois é a questão da tributação E se você quiser saber tudo sobre os outros fundos de investimento, dá uma olhada nos vídeos e no guia do Curinga Econômico e nas ferramentas do Uibo que vão te ajudar a escolher os melhores investimentos

Então, galera, vocês entenderam: existem vários tipos de fundos multimercados e o fundamental antes de investir nesses fundos é entender, exatamente, qual estratégia vai ser seguida, e não esquece que tem a questão da taxa de administração, de performance e, principalmente, a alavancagem Eu sou Murilo Voznak A gente se vê no próximo Curinga Econômico, então Tchau!

Passo a passo como investir no Mercado de Forex utilizando robôsEU QUERO!
+ +