Vale a pena INVESTIR em CRI e CRA? – Ramiro Responde #45

C-R-I, C-R-A, ou CRI e CRA: O que que são esses ativos? Como é que eles funcionam? Qual a diferença deles para outros ativos de renda fixa? Seja muito bem vindo a mais um vídeo do Clube do Valor Meu nome é Ramiro Gomes Ferreira, eu sou gestor profissional de investimentos credenciado pela CVM e planejador financeiro CFP E no vídeo de hoje, no 45º da série Ramiro Responde, eu vou responder a dúvida do Ricardo, que falou mais ou menos assim: “Ramiro, recentemente recebi anúncios sobre CRI’s e CRA’s, mas estranhei porque batiam muito na tecla do bom rendimento, mas não comentavam todo o mecanismo de funcionamento

Poderia explicar melhor que tipo de investimento é esse?” E como eu achei a dúvida do Ricardo muito pertinente, eu fiz uma verdadeira aula aqui, explicando bastante bem e com mais profundidade o que são CRI’s e CRA’s Se esse conteúdo parece interessante para você, então assista ao vídeo até o final, ele está muito bom Se inscreva no canal, clique no “sininho”, ao lado do botão de inscrição, clique no like nesse vídeo, para nos fortalecer, porque a gente quer chegar até 200 mil inscritos em 2018 E se você quiser baixar esse mapa mental completo, junto com os outros 44 mapas mentais da série Ramiro Responde, clique no primeiro link na descrição, é “0800”, totalmente de graça Beleza? Então vamos para o conteúdo, como todo Ramiro Responde, começamos aqui com alguns pontos básicos

O que que significam as siglas CRI e CRA? CRI significa Certificado de Recebíveis Imobiliários e CRA significa Certificados de Recebíveis do Agronegócio O que que são esses ativos? Eles são ativos de renda fixa emitidos por companhias securitizadoras, que são empresas que fazem a antecipação do crédito e securitização delas para emissão no mercado financeiro E são dois ativos muito parecidos A única diferença entre eles é o lastro Um tem lastro imobiliários e o outro tem um lastro, e serve para o financiamento de empresas do agronegócio

Pois bem Beleza Como é que eles funcionam? Uma empresa que seja de um desses setores – setor imobiliário ou do agronegócio – pode precisar de dinheiro para investir, para aumentar as suas fábricas, no caso, para comprar imóveis, para comprar cabeça de gado e aí por diante, e para ter esse crédito elas recorrem à companhia securitizadora, que por sua vez securitiza esse crédito, emite no mercado secundário, no mercado financeiro, e coloca aí nesse ambiente para que vários investidores, para que seja pulverizado o “pool” de pessoas financiando essas empresas É muito simples isso e geralmente o investidor “você” tem acesso a esses ativos através de corretoras independentes Quais são as características desses ativos? A rentabilidade, ela pode ser pós-fixada, pré-fixada ou atrelada à inflação, dependendo de cada CRI e de cada CRA em especial

Pós-fixado é aquele ativo que o retorno é expressado por um percentual do CDI, como por exemplo, 90% do CDI Pré-fixado é o retorno fixo, ao ano, em percentual, como por exemplo 12% ao ano E, atrelado a inflação, ou híbrida é um pouco pós e um pouco pré O pós, nesse caso, por ser atrelado a inflação, está atrelado ao IPCA, que é o índice que mede a inflação e há juros, uma taxa de juros que supera o IPCA, que é o ganho real do investidor Então, um exemplo, é um CRA que renda IPCA mais 4% ao ano

O prazo, em geral, desses ativos, o prazo de resgate, fica entre quatro e dez anos, em via de regra, a tributação é totalmente isenta, então não há imposto de renda, não há IOF sobre os investimentos em CRI’s e CRA’s Investimento que foi acordado “X%” do CDI, “X%” ao ano, o rendimento vai cair no seu bolso, então não tem “mordida do leão”, e, via de regra, o investimento mínimo fica na casa dos R$ 5000,00 Pois bem Qual o risco de investir nesses ativos? Eu destaco dois principais riscos

O primeiro é o risco de liquidez O que que é o risco de liquidez? É o risco de não conseguir transformar o ativo em dinheiro, se você assim desejar, não sem ter uma perda nesse processo de venda E por que que existe o risco de liquidez? Porque o mercado secundário, que é onde você pode vender o seu CRI e o seu CRA para outra pessoa, ainda está muito pouco desenvolvido para os CRI’s e os para os CRA’s, então é muito improvável que você consiga dar liquidez ao seu ativo Então, se você investiu com um prazo de resgate em seis anos, via de regra vai ter que esperar os seis anos para receber o seu dinheiro de volta, fica aí sem liquidez E o outro risco, mais relevante na minha opinião, é o risco de crédito, que é o famoso risco de calote

O que que significa isso? Investiu em um CRI e aí a empresa não honrou com o compromisso de pagar os seus devedores, você pode perder todo o dinheiro investido nesse CRI E, vale muito ressaltar aqui, que diferentemente de outros ativos de renda fixa, os CRI’s e os CRA’s não possuem a garantia do fundo garantidor de crédito Se não possui essa garantia, o que isso significa? Botou R$ 50000 lá, tomou um calote, deu “default”, virou zero, perdeu todo o dinheiro, não tem para quem recorrer Como é que a gente faz para se proteger nesse cenário? Eu dou aqui dois pontos principais, duas dicas principais

Primeiro: análise de “rating” O que que é “rating”? É como se fosse uma nota de confiabilidade da empresa, existem algumas agências que classificam os “ratings” Vai desde o “AAA” (triple A) até “C”, ou até “D”, na verdade Então, quanto maior for o “rating”, mais segura é a emissão, menor o risco de calote e, consequentemente, um pouco menor vai ser a rentabilidade, mas é importante procurar um bom “rating”, e, diversificação Não coloque um percentual relevante do seu patrimônio em um CRI ou em um CRA

Diversifique Diferentes CRI’s e CRA’s, diferentes ativos de renda fixa Sempre lembre da importância de a gente ter uma carteira compreensiva, com vários ativos, com diferentes características Bom, quais são as vantagens desses ativos e, depois, quais são as desvantagens Em geral, a principal vantagem é a rentabilidade

Por que? Ela costuma ser mais “atrativas”, mais atrativa, inclusive do que LCI’s e LCA’s, que são ativos muito parecidos, e em relação a outros ativos de renda fixa, especialmente pelo risco ser maior, por não ter garantia do Fundo Garantidor de Crédito Outra vantagem é a isenção de impostos Então, o seu rendimento é um rendimento no seu bolso, não tem muito que fazer contas, não tem muito o que pensar A única coisa que você precisa fazer é comparar a rentabilidade desse ativo, por ele ser isento, com a rentabilidade líquida que você receberia de ativos não isentos E, por outro lado, a gente tem também as desvantagens

E quais são as desvantagens aqui? Como eu comentei, não possuem a proteção do Fundo Garantidor de Crédito e, também como eu comentei, a liquidez é baixa Por fim, muitos podem se questionar: qual a diferença entre LCI’s, LCA’s, CRI’s e CRA’s? E eu separei aqui duas principais diferenças: primeiro, o emissor LCI’s e LCA’s são emitidos por bancos ou financeiras, já os CRI’s e os CRA’s são por securitizadoras E a principal é a garantia do FGC LCI e LCA possuem garantia, CRI’s e CRA’s não

Fora isso, a forma de rentabilidade é a mesma – pode ser pós, pré ou atrelada à inflação – não tem imposto, “etc e tal” Grande pergunta: vale a pena investir? E daí a minha resposta, você deve saber, quase sempre é a mesma: depende de você! Dos seus objetivos financeiros, de como está montada a sua carteira, se você já estourou o seu limite do FGC ou não, o quanto você entende desses ativos – esse vídeo é um pontapé inicial, tem que ir um pouquinho além – e aí por diante, beleza? Então, a análise de investir ou não no ativo tem que ser sempre individualizada Posso chegar aqui e dizer: “sim, vale a pena, saiam comprando todo mundo” Faria muito errado da minha parte, beleza? E para fechar, vou deixar aqui alguns links O primeiro é de uma planilha que serve para que você compare a rentabilidade líquida, ou seja, o que fica no seu bolso, de diferentes ativos de renda fixa, o que é muito bom, muito útil para comparar a rentabilidade de um CRI e de um CRA, com um CDB, por exemplo, ou com um Título Público, como Tesouro SELIC ou Tesouro Pré-fixado

O Download da planilha é totalmente gratuito, segundo link aqui na descrição Se e quando baixar, vai ver que não tem a opção de CRI’s e CRA’s, mas é só colocar no lugar das LCI’s e LCA’s, porque, a forma de rentabilidade é a mesma – líquida de impostos E para completar o aprendizado, vou deixar nesse mapa mental dois links Baixe o mapa mental se quiser acessar esses links Recomendo que baixe todos os mapas mentais do Clube do Valor, beleza? Então, por hoje é isso

Se você gostou desse vídeo, deixe o seu comentário abaixo, te inscreve no canal e, “tamo junto” aí, com mais um conteúdo novo aqui no Clube do Valor Um grande abraço e até a próxima! Tchau, tchau

Passo a passo como investir no Mercado de Forex utilizando robôsEU QUERO!
+ +